A governança corporativa é como a gerência, acionistas e diretores asseguram que todos os investidores – tanto acionistas quanto credores – são protegidos contra gerentes que agem de acordo com seus próprios interesses, e não em prol da empresa.

Nossa governança é composta por leis, politicas, procedimentos e práticas que protegem o bem-estar da P&G. As políticas, procedimentos e práticas nessa seção demonstram a seriedade que encaramos a governança corporativa. Nossos gestores agem como se fossem investidores de longo-prazo porque eles, assim como a maioria dos colaboradores da P&G, são de fato investidores da empresa.

Colaboradores são investidores de longo-prazo

Em 1887, antes mesmo da P&G ser uma empresa de capital aberto, William Cooper Procter implementou um programa de participação nos lucros para os funcionários. Na ocasião, ele disse “Nós devemos deixar os funcionários participar dos ganhos da empresa. Isso os dará incentivo para aumentar os ganhos.” Ele revisou o programa em 1903 para ter a forma com que a participação nos lucros da empresa e distribuições de ações da P&G para os funcionários, que é praticada hoje. Ele estabeleceu que os funcionários da empresa se tornassem acionistas, e que seus interesses e os interesses da empresa estariam ainda mais vinculados.

Este programa ainda existe hoje, com uma grande parte do fundo de aposentadoria de cada colaborador nos E.U.A é composta por ações da P&G. Além disso, todos os colaboradores, praticamente detém ações da P&G ou direitos de ações via outros programas de investimento interno. Por esta razão, os interesses de nossos colaboradores estão alinhados com os da empresa.

Nosso Programa Executivo de Posse exige que executivos sêniores possuam ações da empresa, ou lotes de ações com o valor de oito vezes o seu salário base, para o CEO e cinco vezes o valor do salário base para os outros executivos sêniores. Diretores que não são funcionários devem deter ações da empresa, ou lotes de ações com o valor de seis vezes maiores que seus ganhos anuais. Estes programas de remuneração ajudam a assegurar o alinhamento dos interesses de nossos executivos sêniores e diretores com os dos investidores.

Uma base integra

A P&G tem uma história sólida de integridade em toda sua estrutura e operação – em todos os níveis, em todos os países, tanto interna quanto externamente. Nossas ações e as ações de todos nossos colaboradores são geridas por nossos propósitos, valores e princípios. A base de cada decisão que tomamos na P&G pode ser encontrada com base em nossos propósitos, valores e princípios. – Nossos PVPs. A clareza e constância dos PVPs da empresa é um dos fatores acima dos outros que leva ao crescimento da empresa por muitas gerações. Nosso compromisso em trabalhar com responsabilidade é refletido nos passos que nós seguimos para garantir uma disciplina financeira rigorosa e governança coorporativa.

  • Nós possuímos um conselho diretivo ativo, competente e dedicado, que cumprem os padrões exigidos de independência, e com membros que compreendem seu papel em estabelecer uma forte governança corporativa. Nosso comitê de auditoria é composto exclusivamente por diretores independentes com um conhecimento financeiro significativo e experiência. O comitê de auditoria também se reúne regularmente, em sessões privadas com auditores externos a empresa como a Deloitte & Touche LLP.
  • Nós mantemos um forte controle de ambiente interno. Nossos rigorosos processos de controle incluem politicas e procedimentos impressos, separação de funções e um cauteloso processo de recrutamento e seleção de funcionários. Este sistema é projetado para fornecer uma garantia razoável para que as operações sejam autorizadas e devidamente registradas, e para que nossos ativos estejam protegidos e os controles contábeis estejam suficientemente confiáveis para permitir a elaboração de relatórios financeiros de acordo com todos os registros e princípios contábeis autorizados e adotados nos Estados Unidos. Nós monitoramos controles internos através de um programa contínuo de auditoria interna e de autoavaliação, bem como através de auditorias externas.
  • Nós mantemos controles de divulgação e procedimentos desenvolvidos para assegurar que a informação necessária para ser divulgada esteja registrada, processada, sumarizada e reportada no momento e na maneira correta. Nosso comitê de transparência é composto por executivos sêniores que são responsáveis por avaliar a relevância das publicações para as atividades e eventos empresarias.


  • Nós realizamos nossa gestão financeira mantendo programas específicos e atividades apara garantir que todos os funcionários entendam o peso de suas responsabilidades para com os sócios. Este empenho constante engloba disciplina financeira nas estratégias e decisões diárias nos negócios e traz um foco especial para manter os relatórios financeiros apurados e controles efetivos. Adicionalmente, nosso Conselho Global de Liderança está ativamente envolvido em uma rígida fiscalização dos negócios.
  • Nós reforçamos as responsabilidades chave de nossos colaboradores através da Conduta de Negócios Mundiais da empresa, o qual detalha o comprometimento dos gerentes e diretores em conduzir as atividades empresariais da organização com um alto padrão ético. É exigido que cada funcionário seja treinado de acordo com o manual de conduta em negócios globais da empresa, e que cada funcionário assuma a responsabilidade pelo cumprimento de tais práticas. Parte do manual de conduta em negócios globais inclui o código de ética da P&G para a SEC e de acordo com o regulamento da bolsa de valores de Nova York, como descrito no manual.

Fazer o que é certo

Nossa reputação foi conquistada através de nossa conduta. O que dizemos, e o que fazemos, os produtos que fabricamos, os serviços que prestamos e a forma como agimos nos define como uma empresa. Como cidadãos e colaboradores conscientes, nós apenas queremos fazer o que é certo. Como líder mundial, esta é nossa maneira de fazer negócios.

Mais